Está com dívidas? Veja o que pagar primeiro

Está com dívidas? Veja o que pagar primeiro

Um dos principais problemas do varejo é a administração financeira. Para sair do vermelho é preciso repensar o seu fluxo de caixa e usar ferramentas que lhe auxiliem na redução das dívidas e despesas, controlando toda a contabilidade da empresa.

Ficar perdido nesse controle pode ser um verdadeiro desastre ao negócio, aumentando os riscos do insucesso. Conhecer suas dívidas, quais possuem maiores juros e quais devem ser pagas com prioridade é crucial. Confira algumas dicas para preservar a saúde financeira do seu negócio!

Reorganize-se

Você precisa conhecer e classificar todas as entradas e saídas da sua empresa, filtrando por um período de tempo, seja diária, semanal ou mensal para ter uma visão do todo e construir seu fluxo de caixa real. Isso tudo pode ser feito em um simples caderninho organizado ou com o apoio de planilhas financeiras em Excel. Mesmo que você não tenha conhecimento, temos uma planilha financeira pré-programada que pode lhe ajudar.

É importante manter uma ordem de acordo com o fluxo, tendo atenção às datas de vencimento e a movimentação como um todo. Garantir uma visão geral de todas as entradas e saídas é o primeiro passo para entender como priorizar suas dívidas.

Mapeie os prazos e multas das suas dívidas

Todo pagamento possui uma data de vencimento e uma multa, caso seja paga com atraso. Verifique quais contas possuem um prazo maior de vencimento ou que os juros sejam baixos para poder adiar o pagamento com segurança.

Fique atento com os juros maiores, como cartão de crédito, e evite ao máximo pagar apenas o valor mínimo do cartão e financiar o resto. Os serviços essenciais, como água e luz, também podem causar transtornos no negócio e gerar custos altos depois. Evite também aumentar as dívidas maiores, buscando renegociar com o responsável.

O foco da priorização são literalmente os juros. Na maioria dos casos as dívidas de cartão de crédito e serviços essenciais devem ser priorizadas, seguidas pelas dívidas que podem trazer maior dor de cabeça como, por exemplo, relacionados ao estabelecimento ou automóveis da empresa.

Evite ao máximo deixar as dívidas se acumularem. O seu pagamento atrasado pode ser muito pior no longo prazo. Controle seu fluxo de caixa e sempre acompanhe, evitando assim maiores prejuízos.

DEIXE SEUS COMENTÁRIOS