• Home
  • Marketing
  • O que não fazer em uma promoção nas redes sociais

O que não fazer em uma promoção nas redes sociais

O que não fazer em uma promoção nas redes sociais

Ações de marketing através de uma rede social não são nenhuma novidade. As redes são um meio barato e efetivo de atrair futuros clientes e conseguir visibilidade no mundo virtual e físico. Uma atividade antiga, porém ainda muito utilizada para chamar atenção para o seu negócio, é o uso de promoções. Em 2013, foi publicada a Portaria 422/13, do Ministério da Fazenda, onde diz ser proibido a realização de concursos culturais sem autorização. Desde então os profissionais de marketing tem tido a atenção redobrada quando pensam em fazer uma promoção nas redes sociais.

Porém assim como no mundo físico, criar e divulgar uma promoção sempre exigiu o comprimento de algumas regras específicas. No caso de uma promoção nas redes sociais, é preciso estar atento para as regras de cada rede. Os serviços podem proibir alguns critérios de participação, desestruturando tudo o que você planejou para a sua promoção!

Tenha sempre em mente alguns pontos básicos e principais que sua empresa não pode deixar de fazer ao lançar uma promoção nas redes sociais.

Não registrar a sua promoção

Qualquer ação que envolva a promoção de uma marca é considerada uma promoção comercial e consequentemente demanda uma autorização para ser executada. Essa necessidade de autorização é a mesma tanto para uma promoção nas redes sociais, quanto para as mídias tradicionais.

São exemplos de promoções comerciais:

• Quando o vencedor da promoção ganha um produto ou serviço da sua marca através de um sorteio.

• É solicitado que o participante tire uma foto ou faça qualquer ação e compartilhe na sua rede para concorrer.

Se a sua promoção nas redes sociais se encaixa nesses exemplos, envolve sorte ou simplesmente tem como objetivo divulgar sua marca ou produto, ela deverá obrigatoriamente ser registrada na Caixa Econômica Federal ou na Suspep (Superintendência de Seguros Privados). Quando todos os participantes de uma promoção são igualmente beneficiados, tal como em promoções que envolvem uma técnica conhecida como cross selling, do tipo “Compre o celular e ganhe um fone”, não é necessário adquirir uma autorização.

O processo de registro da sua promoção nas redes sociais deve ser planejado com antecedência e o valor do seu registro ou o que chamam de ”Taxa de Fiscalização”, está ligado ao valor do seu prêmio. Confira os valores:

Valores Promoção nas Redes Sociais e Mundo Físico

 

 

 

 

 

Caso você não registre a sua promoção, e for comprovado que ela deveria ter uma autorização, a sua empresa pode ser condenada a uma multa equivalente a 100% do valor do prêmio. Descumprir as regras também pode ocasionar uma suspensão de até dois anos para promover uma nova promoção nas redes sociais ou em qualquer meio de comunicação.

Não conferir as regras para promoções na rede escolhida

Usando o Facebook como exemplo, que é a rede mais popular hoje no Brasil e no mundo, nos “Termos das Páginas do Facebook” você pode encontrar os termos que devem ser seguidos caso for divulgar a sua promoção pela plataforma.

Falando em alguns pontos principais, ao usar o Facebook para comunicar ou administrar uma promoção, você é totalmente responsável pela operação legal da promoção. Então tenha um cuidado especial na hora de definir as regras e deixá-las bem claras aos participantes. Também deve estar claro que a promoção não é patrocinada ou administrada pelo próprio Facebook. A promoção pode ser administrada nas Páginas ou dentro dos aplicativos no Facebook. Mas o uso de conexões de amigos e linhas do tempo pessoais é proibido. Assim como usar aquelas frases típicas: “compartilhe na sua linha do tempo ou do seu amigo para ganhar o prêmio”. O Facebook não se compromete em ajudar na administração da sua promoção, não se responsabilizando por ela.

Sempre confira as regras da rede que for usada como plataforma de divulgação da sua promoção nas redes sociais. Caso ainda sobrem dúvidas, fale com um especialista. Nunca planeje uma ação sem saber se ela é legal ou não.

Não seja chato e abusivo

Pedir para o participante curtir, compartilhar e marcar mais de 10 amigos para ganhar um prêmio é um grande erro. Além de ser proibido em algumas redes esse tipo de ação tira a credibilidade da marca e desanima o consumidor. Você pode até consiguir muitos seguidores, mas ao final da promoção eles vão embora com a mesma facilidade que chegaram.

Fazer promoções com a ajuda de parceiras é uma ótima maneira de divulgar a sua marca na internet. Invista em parcerias com marcas que complementem a sua ou que atuem no mesmo segmento, assim os objetivos estarão alinhados. Porém novamente, muito cuidado com a quantidade de parceiros e tenha muita atenção ao público deles. Pedir para seguir cinco páginas diferentes e de empresas que podem não fazer tanto sentido para o participante é chato. Cuidado para não fazer o usuário desistir de participar da promoção.

Uma promoção nas redes sociais pode engajar muitos consumidores, novos e antigos! Então pense no seu objetivo, planeje com atenção e siga as regras para evitar sujar a imagem da sua marca. Além de sofrer punições financeiras sérias que poderiam ser facilmente evitadas.

DEIXE SEUS COMENTÁRIOS